domingo, 7 de dezembro de 2008

Etnias de São Paulo



No Bom Retiro, outros orientais, os coreanos, põem preto no branco ou colorido em seus jornais e anúncios...

O colorido se dá totalmente quando as crianças aparecem em grupos inseparáveis.


Enquanto isso, na sinagoga, uma sombra sinaliza uma forca...

Nos templos judeus, os freqüentadores são muito discretos. Não aceitam ser fotografados. Melhor se contentar com a arquitetura conservadora do local.


Em contrapartida, no Bixiga, os italianos têm uma recepção calorosa. Os donos de cantina ficam à porta para receber seus clientes.



Na praça ao lado, uma mama parece ignorar o trânsito de pessoas e costura tranquilamente, aproveitando a solidão de um domingo.


Os nigerianos, tão receptivos quanto, vêem o tempo correr em um ponto de passagem. Saíram de seu continente e conseguiram vencer no Brasil. O nome da estação de embarque não é mera coincidência.



Um deles, vestido à caráter, atende seu estimado celular. É a tradição em choque com a modernidade. Aqui, elas convivem harmoniosamente.


Trabalho desenvolvido por:
§Amauri Moura
§Amauri Eugênio Jr.
§Anderson Mattos
§Rafael Ferraz
§Tamara Beghini
§Talita Francez

3 comentários:

Tamara Beghini disse...

Aeee, Amauriii!
Tá showw seu blog, gostei de ver!
Poxa, só tenta me add no seu, pq não consegui fazer isso aqui. Sabe, sou meio q "lora burra"! rs
Bjinhos Tamy.

Yuuko-sama disse...

pow adoro coisas orientais adoro mesmo=]

Monica Miranda disse...

Bem legal seu blog, gostei do trab. de foto da hora

Bjoks